Make your own free website on Tripod.com
 
 
............................................................................................................................................................................................
[Biografia]   Valeuz Rafourel!! :)- uh
............................................................................................................................................................................................
 

Tudo começou com a amizade entre dois garotos, Brian Keith Holland (Dexter) e Gregory David Kriesel (Greg K), que estudavam na Pacifica High School, na Califórnia. Os dois eram ouvintes casuais: "Música era algo que não significava muito para mim", conta Greg. Isso até o irmão de Dexter trazer para casa uma compilação punk chamada Rodney On The Rock, que trazia faixas de bandas como The Vandals, The Adolescents, Social Distorcion e Dead Kennedys. Dexter mostrou o tal cd para Greg e depois disso eles começaram a devorar tudo o que era banda punk.

Em 1984, foram a um show do Social Distorcion, com mais dois amigos do colégio (Doug Thompson e Jim Benson), só que ficaram mofando na fila porque não conseguiram entrar, decidiram ir a um bar e... "Nós estávamos bebendo umas e resolvemos montar uma banda", conta Greg. Manic Subsidal era a banda, onde Greg Kriesel era o baixista, Doug Thompson o vocalista e Jim Benson o baterista. Ninguém possuía instrumento e muito menos sabia tocar.
Nessa época, Dexter era integrante de uma outra banda chamada "Clowns Of Death". Kevin "Noodles" Wasserman era o guitarrista. A banda se estabelecia em Garden Grove, um subúrbio de Orange County. Noodles era fã de blues, Kiss, Black Sabath e Rolling Stones, mas aprendeu com os colegas a gostar de Sex Pistols, Joy Division e Dead Kennedys.
Mas Dexter não estava gostando da formação de nunhuma das bandas e decidiu mudar tudo. O baterista do Manic Subsidal, Jim Bensone saiu e entra James Lilja (ex-Clowns Of Death) e Dexter toma os vocais de Doug Thompson. Durante um bom tempo, o Manic Subsidal seguiu como um trio. Mas Dexter estava mais a fim de cantar, e precisava de um guitarrista para ajudar a segurar a barra. Foi quando convidou Noodles para integrar-se a eles. A entrada dele tem um lance engraçado: como era o único maior de 21 anos, eles se serviam dele para comprar cerveja, tarefa que anteriormente era feita pela mãe de Greg K.

Os garotos ensaiavam todo final de semana na casa de Greg. Sua mãe era um tipo de pessoa bem relaxada e deixou que os garotos tocássem no sótão de sua casa.
A estréia do Manic Subsidal ocorreu em março de 1985, no Club Culture de Santa Cruz, quando a banda abriu o show para dois outros conjuntos mais conhecidos. Mas a performance não foi nenhuma maravilha. O mesmo aconteceu no dia seguinte, na casa Mahubary, em São Francisco.
Durante um bom tempo eles fizeram showzinhos, no qual tinham, no máximo, 20 pessoas [na verdade, 20 amigos].
Pouco tempo mais tarde, resolveram mudar de nome e adotaram Offspring. A idéia foi de Lilja, após ver um filme intitulado "The Offspring" lançado em 1984 [que era basicamente sobre pessoas que nascem para matar].
Mas os shows não pintavam com freqüência, o que os levou a desanimar por algum tempo, principalmente porque todos eles tinham atividades estudantis. O mais aplicado era Dexter, que chegou perto do obter o doutorado (Ph.D.) em biologia molecular(PS. Ele concluiu seu mestrado um pouco depois do lançamento de Smash), Greg K estava terminando o curso secundário, Lilja se preparando para entrar na faculdade de Medicina, e Noodles fazia cursos de computação. Mas os estudos não os impediram de gravar seu primeiro single, bancado pela própria banda, ainda em vinil, contendo as faixas "I´ll Be Waiting" e "Blackball", numa tiragem independente de mil cópias (ambas aparecerem posteriormente no primeiro álbum do grupo).


Em 1987, os conflitos internos começaram a aparecer. Lilja estava mais interessado em seus estudos do que na música. Fora isso, ele queria ditar os rumos das coisas. A gota d'água para que ele fosse "convidado" a sair ocorreu na ocasião do Garlic Festival daquele ano. A banda tinha uma remota chance de se apresentar em shows que estavam prestes a serem marcados em Saint George, Utah, Salt Lake City e Las Vegas, onde eles achavam que fariam boas aparições para o público e a mídia local. Mas o voluntarioso Lilja achou que deveria ir a Garlic, e foi mesmo.

Na última hora, pintou show em Las Vegas, mas a banda estava sem baterista.
Noodles tem a idéia de chamar Ron Welty, um baterista que tinha acabado de se mudar para a vizinhança para morar com o pai. Noodles o conhece quando vai a um show de sua banda, a FQX. Essa mesma banda chegou a abrir um show do Offspring em Fresno. Welty completa o time que veio a se apresentar.
Ron insiste para entrar na banda de vez, e depois de encher muito os caras, em julho de 1987, assume as baquetas.
A entrada dele trouxe sorte para o conjunto, que começou a se apresentar com maior freqüência.
Com a formação estabelecida em Dexter Holland, Greg K, Noodles e Ron Welty, o Offspring gravou uma demo tape no estúdio South Coast Recording. Enquanto isso, Dexter foi se firmando como cantor e compositor, já demostrando que levava jeito para a coisa quando escrevia músicas com títulos do tipo "Sonority Bitch" e " Very Sarcastic". Noodles também dava suas contribuições. A fita foi apresentada para várias gravadoras, sem que ninguém se interessasse por ela. A banda resolveu mandar a demo para vários lugares - revistas, fanzines, rádios. O primeiro álbum só foi gravado entre março e abril de 1989, contando com a produção de Thom Wilson, que tinha administrado obras do TSOL, Dead Kennedys e The Vandals. Demorou somente dez dias para ser produzido, e foi editado originalmente pela novata Nemesis. E desde lá já se notava uma característica nos solos de Noodles: o sabor arábico. A versão em fita cassete tinha como bônus um cover da "Hey Joe".
O sabor do primeiro disco da banda de Orange County tem uma característica inevitável: uma soma de morbidez dos Dead Kennedys com a angústia e a crueza dos solos de Noodles à moda do Joy Division. Some-se a isso o fato de que Dexter praticamente deixou guitarra de lado, fazendo com que os duetos martelados de Noodles e Greg K recriassem a atmosfera sombria das duas bandas que ajudaram a inaugurar e sedimentar o movimento punk dos dois lados do Atlântico.

Na época em que o disco foi lançado, o vinil ainda era comum, e o CD estava em ascensão. Uma edição em CD foi cogitada pela Nemesis, mas não chegou a sair, na época. Mais tarde, houve aventureiros que chegaram a lançar uma versão pirata em CD.
Com o disco pronto e rolando pelas lojas, o quarteto resolveu fazer sua grande escalada de shows pelo país de Tio Sam. Começando por Berkeley, lá foram eles pelas terras ianques.
O grande evento do ano para o Offspring aconteceu no Celebrity Theater de Anaheim, em 29 de dezembro de 1989, quando fez a abertura para um show de seus gurus do TSOL, diante de uma platéia de 3 mil pessoas. No ano seguinte, mais shows, e também desentendimentos com a Nemesis. Conversa vai e vem, mas o fato é que quando a Nemesis quis que a banda fizesse um segundo álbum, somente um EP foi gravado, contendo quatro faixas, uma das quais era uma nova versão de "Hey Joe". Tal EP foi lançado com o título Baghdad. Pouco depois que o disqueto saiu, a Nemesis foi comprada pela Cargo. A nova firma pediu uma autorização à banda para realizar uma nova prensagem. Os músicos estavam muito irados com os velhos e os novos donos, mas acabaram concordando.
Em 1991, sem contrato com qualquer gravadora, a banda concordou em produzir uma faixa para uma coletânea de bandas (que foi lançada nos EUA com o titulo de The Big One). A faixa produzida foi "Take lt Like A Man". Um dos mentores dessa coletânea foi Brett Gurewitz, da gravadora punk Epitaph. Gurewitz ficou impressionado com o vigor do Offspring: "Definitivamente, eles tinham o que as pessoas chamavam de "som da Epitaph". Energia forte, rebeldia punk e músicas com melodias e estruturas impressionantes", conta Brett. E foi assim que começou um período mais feliz da banda. Inicialmente, Brett não deu muita importância para os rapazes, mas quando soube que eles estavam veiculando uma nova fita demo para caçar gravadora, chamou-os para a sua.
A estréia do Offspring na Epitaph ocorreu em 1992, com o CD Ignition. A banda fica bem conhecida no cenário underground da Califórnia e faz diversos shows em pequenos clubes.

Em 1994, eles lançam "Smash". O álbum teve um sucesso explosivo. As faixas "Come Out And Play" [primeiro sucesso da banda], "Self Esteem" [que teve o dobro do sucesso da anterior"], "What Happened To You?" e "Gotta Get Away" tocavam em todas as rádios e seus clipes passavam sem parar na MTV. "Smash" se torna o álbum mais vendido na história de uma gravadora independente, assustando a banda. "Eu via a gente tocando em todos os lugares e perguntava para Dexter: E agora?", confessa Noodles; "mas acabou tudo bem".
Devido ao grande sucesso, várias gravadoras fazem ofertas, mas eles decidem continuar na Epitaph. Mas as coisas não iam bem. Surgem desentendimentos com a Epitaph por causa de problemas com o contrato, coisas que não agradavam os integrantes e algumas "passadas de mão na grana". A banda tava em todos os lugares, mas continuava sem ganhar um centavo sequer, enquanto a Epitaph crescia cada vez mais. Em 1995 eles relançam o primeiro álbum, devido à procura dos fãs e a pirataria que acontecia em torno do disco.

O disco é relançado pela Nitro Records - gravadora de Dexter Holland - em parceria com a Epitaph. Em 1996 a banda assina com a gravadora Columbia. A decisão causa uma das maiores polêmicas daquele ano. A banda não se deixa abater e tenta não se preocupar com as críticas.
Em 1997, lançam seu primeiro álbum pela Columbia, "Ixnay On The Hombre". O disco mostra que a banda continua a mesma, contento a mesma energia e feeling dos discos anteriores, ainda tendo a participação do Jello Biafra, ex-Dead Kennedys. O disco não repete o sucesso de "Smash", mas se segura bem. A banda faz shows por todo o mundo, inclusive no Brasil. Voltam para casa e gravam seu 5º disco, "Americana", que é lançado em 1999. "Pretty Fly", faixa de "Americana", é número 1 nos Estados Unidos e Inglaterra. Faixa que também ajudou a banda a ganhar seu 1º prêmio da MTV, de Melhor Banda de Rock. Mais uma vez a banda faz sua turnê mundial, passando pelo Brasil. Ficam 1 ano fazendo shows, voltam para casa e Dexter já começa a escrever as letras para o próximo álbum.

Em 2000 é lançado Conspiracy Of One, que já tem seu primeiro hit: "Original Prankster". O disco é considerado pela maioria dos fãs e críticos como o melhor da banda. Apesar disso, o álbum não repete o sucesso de Americana, mas mesmo assim, conquista mais e mais fãs, provando que não precisa estar na mídia para continuar lotando estádios.
Cada dia que passa o Offspring confirma que é uma banda de atitude. Uma banda que toca o que bem entender, sem se preocupar com rótulos ou criticas, mostrando que caminha para se transformar em uma das lendas vivas do punk.

...........................................................................................................................................................................................
Sudamericana 2002 ® Todos os Direitos Reservados